Arquivo da tag: LIDERANÇA

WORKSHOP DA AUTOGESTÃO PESSOAL

BANNER LINKEDIN

Para informações e inscrições, preencha o formulário a seguir:

Anúncios

O D.O.M. DA AUTOGESTÃO

change-your-life

Autogestão? Você pode estar se perguntando: “afinal, o que é isso? ” “Por que eu devo me preocupar com isso? ” “Como isso pode afetar minha vida? ” Enfim, toda vez que uma nova expressão surge no mercado, ela costuma provocar muitas indagações e a intenção é mesmo essa. Sacudir a mente das pessoas para produzir novos entendimentos da vida, novas ações e resultados.

Hoje, vamos abordar a autogestão no campo pessoal e tratar de caminhos para o desenvolvimento de capacidades internas que possibilitem vencer desafios e transformar sonhos em realidade. É assumir a responsabilidade da sua própria vida de modo integral.

A palavra gestão traduz um conjunto de funções gerenciais. São elas: definição de objetivos e metas, planejamento de ações,  organização de recursos necessários, execução do plano de ação, monitoramento e avaliação de resultados obtidos.

A proposta é que apliquemos esse conceito, do mundo corporativo, em nossas próprias vidas, saindo da condição reativa para uma posição mais empreendedora de si. Nesse post, o BLOGSFERAS tem o intuito de apresentar um método de crescimento pessoal  composto por três dimensões, denominado O D.O.M. da Autogestão. É um processo de autodesenvolvimento que explorará os caminhos do DOMÍNIO PESSOAL, da ORIENTAÇÃO PARA RESULTADOS e da MUDANÇA DE MENTALIDADE para que todos sejam capazes de se empoderar de talentos e pontos fortes e realizar sonhos.

DOMÍNIO PESSOAL:

Significa encarar a vida como um trabalho criativo e vivê-la da perspectiva criativa e não reativa, segundo Peter Senge. É sair da defesa, é abandonar as desculpas consoladoras e agir em prol de nossos próprios sonhos, visão de futuro e propósito.

Ao incorporarmos o DOMÍNIO PESSOAL dois movimentos surgem:

  1. Contínuo esclarecimento do que é importante para nós – O QUE EU QUERO?
  2. Foco direcionado para o entendimento preciso da realidade que nos cerca – ONDE ESTOU AGORA?

É um contínuo processo de aprendizagem, onde o autoconhecimento é o grande maestro e a visão de futuro é a partitura da música que queremos produzir. Essa parceria associada a plena utilização dos instrumentos e contexto irão construir o espetáculo desejado.

Pessoas que possuem alto domínio pessoal apresentam algumas características comuns, tais como:

  • Têm senso de propósito por trás de suas visões e metas; elas não agem só por status ou no automatismo, mas sim dentro de uma perspectiva clara do que querem para suas próprias vidas.
  • Enxergam a realidade atual como aliada e não inimiga, assim não perdem tempo com reclamações do tipo “o mundo não é justo”.
  • São curiosas, querem ver a realidade de forma mais precisa, se desvencilhando de visões pessoais e paradigmas.
  • Sentem-se conectadas com outras pessoas e busca nelas um meio de se manter mais próximo da realidade.
  • Trabalham com as forças da mudança e não contra elas, pois enxerga valor e benefícios advindos do novo.
  • Não sacrificam sua singularidade, ao contrário, reconhece seus pontos fortes e onde pode agregar valor ao mundo.
  • São conscientes de sua ignorância, não se enxergam como os detentores de todo o conhecimento do mundo; são humildes para aprender e aprender.
  • São autoconfiantes, lançam-se ao desafio e mantêm a autoestima elevada.

ORIENTAÇÃO PARA RESULTADOS:

Normalmente, as pessoas confundem atividade com resultado e, no final do dia, mês ou ano, sentem-se esgotadas por terem trabalhado tanto e insatisfeitas por não ter alcançado seus objetivos pessoais. Na verdade, as tarefas são meios para alcançar o resultado desejado, portanto tempo e esforço devem ser administrados em função disso.

Certa vez, uma cliente me relatou que estava se sentindo muito brava e insatisfeita com seu chefe, pois ao longo do ano ele pediu várias vezes para ela cobrir a ausência de alguns gerentes de outras praças e que isso significou trabalhar dobrado para não deixar cair a participação de mercado dessas regiões. O que aconteceu foi que ela não conseguiu bater a própria meta e sua avaliação de desempenho ficou negativa. Daí perguntei: “mas, em primeiro lugar, o que era esperado de seu papel na Organização? ” Ela arregalou os olhos com espanto e disse: “é, eu falhei! ”

Na dimensão ORIENTAÇÃO PARA RESULTADOS, a pessoa deve se habituar a definir metas e controlar resultados. Nesse momento, a visão sistêmica e a flexibilidade são competências fundamentais para que se consiga dar saltos e realizar muito mais.

Um bom exemplo disso são os chamados empreendedores de sucesso. Profissionais que parecem ter o dom natural para construir negócios, impérios e transformar as condições vigentes em algo muito maior que o esperado. Essas são pessoas autoconfiantes, que não descolam a tarefa do resultado, assumem riscos e topam desafios. Pensam além, estão com a cabeça no futuro e atuam como verdadeiros líderes criativos e inovadores.

MUDANÇA DE MENTALIDADE:

Você tem prestado atenção no que pensa ultimamente? O que sua voz interior anda lhe dizendo? E suas decisões e escolhas, estão sendo feitas em prol dos seus sonhos?

MODELO MENTALNessa dimensão, o foco é analisar o modelo mental frente à visão pessoal de futuro, objetivos e metas. É identificar como vemos o mundo e como agimos em função disso. Mas afinal o que é modelo mental? Cada pessoa ao longo da vida vai reunindo na mente um conjunto de imagens, histórias, crenças, pressupostos, valores, etc., que determina a forma como ela percebe o mundo e reage a ele.

Para exemplificar: imagine duas pessoas chegando numa festa exatamente na mesma hora. Se fôssemos perguntar o que enxergaram ao entrar, certamente cada uma diria coisas bem diferentes, pois o mapa mental é pessoal e capta apenas o que faz sentido para ele.

Você deve estar se perguntando, mas dá para mudar o mapa mental? Sim, ele é dinâmico e vai se modelando de acordo com as nossas experiências e aprendizados na vida. Algumas práticas são aconselháveis para provocar a mudança do modelo mental que não está nos ajudando a alcançar o alvo desejado, vejamos:

  • Faça autoquestionamentos frequentemente, não permita que o senso comum lhe domine;
  • Mantenha-se aberta ao diálogo com pessoas de diferentes pontos de vista;
  • Seja flexível diante de mudanças;
  • Saboreei o novo, saia da zona de conforto;
  • Estimule sua mente sempre e adicione mecanismos que irão funcionar como modelador mental – por exemplo: cole frases motivadoras em locais onde você mantém seu campo visual ativo.

Desenvolver o D.O.M. da Autogestão é um processo que tem começo, mas não fim. O início, na verdade, ocorre com a sua decisão de buscar o próprio autodesenvolvimento, seja através de leituras, coaching, workshops, cursos e treinamentos. No começo você vai sentir um pouco de dificuldade e isso é natural, mas force um pouquinho para inserir essa perspectiva em sua vida e você irá perceber mudanças positivas acontecendo. Acredite que essa jornada é uma recompensa.

CRISTINA GASPAR | Coach de Alta Performance e Carreira | Palestrante e Trainer

A BAIXA AUTOESTIMA E A PRODUTIVIDADE PROFISSIONAL

400_F_2882705_QDa77doSlQjEtQ4akueI6yVIb7UnwbA baixa estima influencia diretamente na produtividade do profissional. A falta de confiança, gerada pela baixa estima, desqualifica os talentos e supervaloriza os pontos fracos, gerando um “desconforto” interno que desencadeia outros sentimentos como inferioridade, desconfiança e mania de perseguição. A pessoa então passa a ter um comportamento defensivo, reativo, de vítima e, muitas vezes, agressivo.

Esses comportamentos dificultam a convivência dentro do ambiente de trabalho, gerando atritos, desentendimentos e até desrespeito entre os membros da equipe. Esta conduta é observada não só entre os liderados, mas também entre gestores que, muitas vezes, não são preparados para assumir a função, prejudicando o rendimento de sua área e de áreas afins.

É necessário que a empresa esteja atenta para identificar essas situações e tratar a causa raiz. O processo de coaching aliado à terapia, são ferramentas valiosas na identificação e empoderamento desses talentos e no fortalecimento da autoestima.

E você, está atento para sua autoestima? O que tem feito para mantê-la elevada? No seu dia a dia, você prioriza sua satisfação e valores pessoais? Pense nisso!

Cássia Amélia Chieco – COLABORADORA DO BLOGSFERAS

CASSIA CHIEKOUm pouco sobre Cássia Chieco: Master Coach pelo Center For Advanced Coaching (USA) e Practtioner em PNL pela Sociedade Brasileira de PNL. É executive, professional e life coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching. Graduada em Gestão de Empresas pela FMU (SP) e em Educação Física pela Universidade Católica (BA). Tem 10 anos de experiência na área comercial, atua como consultora em desenvolvimento de pessoas e membro participante na Academia de Coaching.