Arquivo da tag: Estrelas na Terra

A JORNADA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO

Ostras-e-a-perola“Cada ser humano possui uma beleza física e psíquica original e particular. Aprenda diariamente a ter um caso de amor com a pessoa bela que você é, e desenvolva um romance com sua própria história. Não se compare a ninguém, pois cada um de nós  é um personagem único no teatro da vida”. 

Augusto Cury

Todos nós, sobretudo enquanto envolvidos no desenvolvimento humano, devemos ter algumas premissas sem as quais é impossível realizar a contento nossa missão.

Enxergar o outro como verdadeiro outro – como disse Carl Rogers – e entender que limitações e habilidades diferenciadas fazem parte do indivíduo e lhe conferem particularidades únicas de ser.

A verdadeira educação consiste em desenvolver potencialidades e ajudar a transposição de “limites” e obstáculos, respeitando as singularidades pessoais. Jamais pretender formatar segundo padrões predeterminados. E – mais importante que tudo – AMAR o que se faz e por QUEM se faz.

Ao longo da minha caminhada no magistério (como docente, discente e mãe de aluno), reeducação de detentos e atuação no desenvolvimento humano, vi e vejo inúmeras tentativas de formatar pessoas, inclusive crianças, quase sempre roubando-lhes a chance de brilhar como estrelas únicas que são.

Por causa do sistema, do capitalismo, de um sem fim de limitações? Não importa qual seja a desculpa. Mas, com certeza, há, por detrás disso, insuficiência de preparo e, não raro, ausência de sensibilidade.

E, por falar em sensibilidade, abaixo compartilho um filme que traz a história de um garoto que passou a ser visto, pelos pais e professores, como um caso cuja solução foi o encaminhamento para um colégio interno. Lá foi encontrado por um professor que por fim o percebeu e tratou como o indivíduo singular que cada um de nós é. A partir daí a vida do garoto e a de todos ao redor se transformou.

Faça uma pausa para assistir ao filme e outra maior para refletir. Por exemplo, sobre questões que nos tocam de perto: que tipo de profissional estou sendo? Quanto AMOR tenho dedicado à atividade que exerço? E às pessoas com quem lido? Por detrás de quais desculpas tenho me escondido?

Assista Como Estrelas na Terra: https://www.youtube.com/watch?v=b6J0CCuA11w

 

RENATA FRIAÇA

Colaboradora do BLOGSFERAS  |  Coach  |  Facilitadora do Desenvolvimento Humano

 

Anúncios