Todos os posts de Renata Friaça

Sobre Renata Friaça

Coach Executiva e Organizacional pela Leading Group e Opus Soluções Empresariais; Coach pela Lambent do Brasil; Certificação em Clínica para Adolescentes (ENTRELINHAS – DF) e em Criatividade e Estratégica (ILACE). Educadora Biocêntrica (Universidade Biocêntrica – CE). Certificada no Enneagram Professional Training Program com Helen Palmer e David Daniels. Co-autora do livro Coaching para Alta Performance e Excelência na Vida Pessoal da Editora Ser Mais. Sensibilização em Humanistic Coaching.

A SAÚDE DAS EMOÇÕES

Health insurance or love conceptQuando tratamos das situações corporativas ou pessoais no mundo da imaginação, o nível de comprometimento emocional não é considerado de maneira adequada. Mas ao sair a campo e vivenciar as mais diversas situações da vida, não há como “deletar” as emoções. Alguns conseguem negá-las, suprimi-las, rejeitá-las, enfim, uma gama de mecanismos de defesa que dão a falsa sensação de que “está tudo sob controle”.

O corpo responde a esses mecanismos de algumas formas, tais como: úlceras, enxaquecas, dores musculares, sobrepeso e tantas outras doenças psicossomáticas. Por outro lado, deixar que a emoção se manifeste da maneira como surge também não traz muitos benefícios. Já imaginou ficar com raiva e sair batendo em todos à sua volta? Também não é a melhor escolha.

Diante destas duas opções, igualmente inconvenientes, o que fazer? Aprender a gerenciar as emoções. Mas o que isso quer dizer? Segundo Daniel Goleman, o gerenciamento das emoções é um processo que passa pelo reconhecimento, aceitação e compreensão dos sentimentos e dos motivos que as desencadearam. Já Maturana, diz que as emoções são predisposições para a ação. Cada emoção pede uma ação. A felicidade pede celebração, risos, compartilhamento; a tristeza, choro, luto, etc.  E você, como anda gerenciando suas emoções?

A Sferas em parceria com a ReSurgir Desenvolvimento Humano tem como filosofia e premissa de atuação a sustentabilidade afetiva. Tanto para intervenções de desenvolvimento pessoal quanto profissional. Afinal, se somos um ser formado por mente e emoção, nosso trabalho deve levar em consideração esse olhar sistêmico em sua construção.

Pense nisso!!!

RENATA FRIAÇARENATA

Colaboradora do BLOGSFERAS

Coach e Facilitadora do Desenvolvimento Humano

 

Anúncios

A JORNADA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO

Ostras-e-a-perola“Cada ser humano possui uma beleza física e psíquica original e particular. Aprenda diariamente a ter um caso de amor com a pessoa bela que você é, e desenvolva um romance com sua própria história. Não se compare a ninguém, pois cada um de nós  é um personagem único no teatro da vida”. 

Augusto Cury

Todos nós, sobretudo enquanto envolvidos no desenvolvimento humano, devemos ter algumas premissas sem as quais é impossível realizar a contento nossa missão.

Enxergar o outro como verdadeiro outro – como disse Carl Rogers – e entender que limitações e habilidades diferenciadas fazem parte do indivíduo e lhe conferem particularidades únicas de ser.

A verdadeira educação consiste em desenvolver potencialidades e ajudar a transposição de “limites” e obstáculos, respeitando as singularidades pessoais. Jamais pretender formatar segundo padrões predeterminados. E – mais importante que tudo – AMAR o que se faz e por QUEM se faz.

Ao longo da minha caminhada no magistério (como docente, discente e mãe de aluno), reeducação de detentos e atuação no desenvolvimento humano, vi e vejo inúmeras tentativas de formatar pessoas, inclusive crianças, quase sempre roubando-lhes a chance de brilhar como estrelas únicas que são.

Por causa do sistema, do capitalismo, de um sem fim de limitações? Não importa qual seja a desculpa. Mas, com certeza, há, por detrás disso, insuficiência de preparo e, não raro, ausência de sensibilidade.

E, por falar em sensibilidade, abaixo compartilho um filme que traz a história de um garoto que passou a ser visto, pelos pais e professores, como um caso cuja solução foi o encaminhamento para um colégio interno. Lá foi encontrado por um professor que por fim o percebeu e tratou como o indivíduo singular que cada um de nós é. A partir daí a vida do garoto e a de todos ao redor se transformou.

Faça uma pausa para assistir ao filme e outra maior para refletir. Por exemplo, sobre questões que nos tocam de perto: que tipo de profissional estou sendo? Quanto AMOR tenho dedicado à atividade que exerço? E às pessoas com quem lido? Por detrás de quais desculpas tenho me escondido?

Assista Como Estrelas na Terra: https://www.youtube.com/watch?v=b6J0CCuA11w

 

RENATA FRIAÇA

Colaboradora do BLOGSFERAS  |  Coach  |  Facilitadora do Desenvolvimento Humano

 

TRANSFORMAR-SE EM SI MESMO

Happiness-girl-rainbow-umbrella-warmth-nature-sky-clouds_2560x1440“Tente mover o mundo – o primeiro passo será mover a si mesmo.” Platão

O mundo está em permanente mudança. Para acompanhar e viver bem, precisamos estar atentos e abertos às novas possibilidades. Muitas pessoas experimentam essas transformações com algum sofrimento outras com entusiasmo. O que diferencia umas das outras? Várias podem ser as respostas, mas talvez a principal delas seja querer mudar e transformar a si mesmo. Quando nos abrimos à possibilidade de transformação de nós mesmos evitamos a insatisfação diante de situações até então incomodas e conseguimos buscar sentido para nossa existência e nossas tarefas, sejam elas as mais desafiadoras ou as mais cotidianas.

E você, quanto tem se colocado disponível para TRANSFORMAR-SE EM SI MESMO?

Nós podemos ajudar.

RENATA FRIAÇA – COLABORADORA DO BLOGSFERAS

foto1Um pouco sobre Renata Friaça: é Coach Executiva e Organizacional pela Leading Group e Opus Soluções Empresariais; psicóloga com certificação em Clínica para Adolescentes (ENTRELINHAS – DF) e em Criatividade e Estratégica (ILACE). Educadora Biocêntrica (Universidade Biocêntrica – CE). Certificada no Enneagram Professional Training Program com Helen Palmer e David Daniels. Co-autora do livro Coaching para Alta Performance e Excelência na Vida Pessoal da Editora Ser Mais. Sensibilização em Humanistic Coaching. E formada em coaching  pela Lambert do Brasil.